15 junho 2011

Arte Neo-Impressionista

Arte no Neo-Impressionismo
(Pontilhismo)

O Neo-Impressionismo tem início na França no final do século XIX, nasce das técnicas do Divisionismo e Pontilhismo, que é trabalhosa, pois enquanto os impressionistas aplicavam o que viam de imediato, os neo-impressionistas estudavam sistematicamente os tons que seriam aplicados na tela ponto a ponto.  

Esse novo estilo foi criado por Seurat que tinha grande interesse nos fundamentos teóricos da arte, por pesquisas científicas quanto a observação de linhas, cores e imagens.

Seurat trabalhou nessa nova técnica considerada a evolução do impressionismo, com a pesquisa científica do uso das cores, as manchas puras que são aplicadas na tela recompõem-se pelo olhar do observador. Essa mistura de ótica é obtida pelos pontos que nunca se fundem, mas se misturam em função do olhar à distância, respeitando a simetria , o ritmo e o contraste, é a fragmentação da cor em pontos.

Apesar do curto tempo de duração o neo-impressionismo teve influência sobre Van Gogh, Gauguin, Henri Matisse e Toulouse-Lautrec.

Os pintores mais consagrados da época foram: Georges Seurat, Paul Signac e Pissarro.


Tarde de Domingo na Ilha de Grande Jatte (Georges Seurat)





   Models (Georges Seurat)


                                             The circus (Georges Seurat)

   Neve, Boulevard de Clichy, Paris (Paul Signac)

Signac2
   Breakfast, Paul Signac, 1886-1887

 

Camille Pissarro "A Vista do meu jardim em Eragny"


Principais Características do Neo-Impressionismo:

- Tem origem no estudo científico da cor;
- Utilização de cores puras, fortes e brilhantes;
- Respeito pelas leis das artes: simetria, ritmo e contraste;
- Aplicação de pequenos pontos que com a incidência da luz se misturam e provocam um efeito de ótica;

No Brasil não têm-se como afirmar uma influência direta neo-impressionista sobre algum artista, mas podemos observar alguns trabalhos como a aplicação das cores claras e luminosas em algumas telas de Eliseu Visconti “Moça Trigal” e Belmiro Almeida “Efeitos de Sol” por exemplo.

   Trigal (Eliseu /visconti)

   Efeitos do Sol (Belmiro de Almeida)



11 comentários:

  1. Olá Adriana...

    Tudo bem?!
    Meu nome é Daniel Alves, sou de Diadema /SP e vou prestar vestibular de Artes Visuais esse ano. Descobri seu blog sem querer ao pesquisar sobre o Neo-Impressionismo, e a partir daí estou utilizando seus textos para meus estudos.

    Quero parabenizá-la pela forma clara, resumida e objetiva com o qual você descreve as principais características dos movimentos artísticos (diferentemente da análise cabeçuda do Giulio Carlo Argan, há, há), pois estão me ajudando muito.

    Um grande abraço.
    E quando tiver um tempinho dá uma olha nos meus trabalhos. O meu blog é:
    http://www.danielalvesartista.blogspot.com/

    Daniel Alves
    daniel.sampaio@uol.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oi Dani, tudo bem? Muito obrigada pela sua visita e seu comentário.
    Fico muito feliz em poder ajudar algumas pessoas com meus resumos.
    Na verdade eu também quero prestar vestibular na área de Artes, como eu não arrumo tempo para estudar nunca; então me obriguei a postar resumos, pois, é uma forma que encontrei de memorizar os assuntos.
    O Argan usa muitos termos técnicos em seu livro, eu o comprei, mas, confesso que tenho dificuldade de estudá-lo. O lado positivo do livro dele é que abrange também arquitetura e serve muito de pesquisa.
    Acabei de visitar o seu blog, seus trabalhos são maravilhosos, estou torcendo por vc e para que passe no vestibular de Artes, pois vc tem o principal que é o dom.
    Não sei se tem facebook, mas se tiver me adiciona, eu normalmente coloco meus trabalhos lá.

    Um abraço e sucesso!
    Adriana Santos.
    adrianapatricia@uol.com.br

    ResponderExcluir
  3. Olá, Adriana!

    Sou professora da História da Arte em um colégio de BH e encontrei seu blog por acaso. Amei! Parabéns pela iniciativa. Já salvei nos meus favoritos.

    ResponderExcluir
  4. Muito obrigada pelo comentário, fico super contente por partilhar meu blog nos seus favoritos e mais feliz ainda por saber que vc é professora de História da Arte, parabéns pela linda profissão.

    Um abraço e sucesso!
    Adriana Santos.

    ResponderExcluir
  5. mto obrigado estava precisando disso para entregar pra professora de artes valeu em!!

    ResponderExcluir
  6. valeumuito pela ajuda em,muito obrigado!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não precisa agradecer, é sempre um prazer dividir conhecimento, boa sorte nos seus trabalhos de Artes. Um abraço!

      Excluir
  7. Qual a diferença do Neo impressionismo e pós impressionismo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A principal diferença está na técnica aplicada pelos artistas da época, os Neo-Impressionistas tinham em suas obras um rigor sistemático e faziam uma pesquisa científica da cor para produzir suas pinturas. Trabalhavam com o pontilhismo que eram pequenos pontinhos de cor pura que a distância se juntavam provocando uma mistura óptica pela simetria, contraste e justaposição. Você observa nas obras de Seurat por exemplo os pontinhos aplicados formando uma imagem e para isso tinha um estudo minucioso para o estudo das cores.
      Já no Pós-Impressionismo os artistas não se prendiam a nenhuma técnica de rigor nem de fidelidade com qualquer imagem real, eles queriam se libertar de regras e encontrar novos caminhos na pintura, se diferenciando pela cor e pela bidimensionalidade em suas pinturas, marcou o início do cubismo, simbolismo até o expressionismo. Observe algumas obras de Van Gogh e Cézanne por exemplo que você irá ver que eles não querem se prender a nenhuma técnica, é onde se diferencia o neo-impressionismo do pós-impressionismo.

      Excluir
  8. Obrigado me ajudou muito resumo perfeito

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu agradeço a visita e boa sorte com sua pesquisa! :-)

      Excluir